Aprenda Jogando - As 7 Maravilhas do Mundo Antigo

Publicado: 17/11/2017

Jogo de tabuleiro é Cultura! Nesta série 'Aprenda Jogando', queremos apresentar curiosidades e conhecimentos que passam muitas vezes despercebidos enquanto nos divertimos jogando, mas que podem enriquecer a nossa experiência na jogatina, nos conectando muito mais com a temática do jogo.

No jogo 7 Wonders, os jogadores são lideres de uma das 7 grandes cidades do mundo antigo e desenvolve sua civilização com a construção de uma maravilha da arquitetura que transcenderá as eras. É um jogo para 3 a 7 jogadores, que se baseia principalmente na mecânica de card drafting, uma partida dura em média de 40 a 60 minutos.

Conheça e entenda agora um pouco sobre cada uma das 7 Maravilhas do Mundo Antigo que aparecem neste jogo, e veja como cada uma delas possui peculiaridades que se relacionam com suas características dentro do jogo.

Pirâmides de Gizé



Conhecida também como Necrópole de Gizé, é um sítio arqueológico localizado no planalto de Gizé, nos arredores do Cairo, Egito. Este complexo de monumentos antigos inclui as Grandes Pirâmides, a escultura maciça conhecida como a Grande Esfinge, vários cemitérios, uma vila operária e um complexo industrial.

As Pirâmides de Gizé consistem na Grande Pirâmide de Gizé (a Grande Pirâmide, conhecida como a Pirâmide de Quéops ou Khufu), a um pouco menor Pirâmide de Quéfren (ou Chephren) algumas centenas de metros a sul-oeste, e as relativamente modestas Pirâmide de Miquerinos (ou Menkaure) algumas centenas de metros mais ao sul-oeste. Elas foram construídas como tumbas reais para os reis Quéops, Quéfren, e Miquerinos - pai, filho e neto.

A maior delas, com 146,6 m de altura (49 andares). Para os egípcios, a pirâmide representava os raios do Sol, brilhando em direção à Terra. Todas as pirâmides do Egito foram construídas na margem oeste do Nilo, na direção do sol poente. Os egípcios acreditavam que, enterrando seu rei numa pirâmide, ele se elevaria e se juntaria ao sol, tomando o seu lugar de direito com os deuses.

É, de longe, a mais antiga das maravilhas do mundo antigo e a única que ainda existe.
 

O Mausoléu de Halicarnasso



O mausoléu de Halicarnasso foi uma tumba construída entre 353 e 350 a.C. em Bodrum, Turquia para Mausolo, um governador do Império Aquemênida, e Artemísia II de Cária, sua irmã e esposa. Ela tinha aproximadamente 45 metros de altura, e cada um de seus quatro lados foi adornado com relevos criados por cada um dos quatro escultores gregos — Briáxis, Escopas de Paros, Leocarés e Timóteo. O termo mausoléu veio a ser usado genericamente para qualquer grande tumba, embora "Mausol-eion" originalmente significasse "associado com Mausolo".


Os Jardins suspensos da Babilónia

 


Muito se especula sobre esta maravilha, mas não se sabe ao certo quais eram as reais formas e dimensões dos jardins suspensos, não foi encontrado nenhuma descrição detalhada e nenhum vestígio arqueológico, exceto por um poço incomum aparentemente utilizado para bombear água.

Acredita-se que tenha sido construído na cidade da Babilônia e foram obras do rei neobabilônico Nabucodonosor II, que governou entre 605 e 562 a.C.

Eram compostos por cerca de seis terraços construídos como andares, dando a idéia de serem elevadiços, ou suspensos. Os andares tinham cerca de 120 m², apoiados por gigantes colunas que chegavam a medir até 100 metros. Cada superfície era adornada com jardins botânicos que continham inúmeras árvores frutíferas, esculturas dos deuses cultuados pelos acádios e cascatas, situadas em uma planície retangular. Porém, pela falta de evidências, sua existência é considerada mítica por muitos, e representa apenas um ideal romântico de um jardim oriental.

O Templo de Ártemis


 
Conhecido também como templo de Diana, foi construído em 550 a.C., era o maior templo do mundo antigo e foi construído para Ártemis, deusa grega da caça e dos animais selvagens. Localizado em Éfeso, possuía 127 colunas de mármore, com 20 metros de altura cada. Em 356 a.C., o templo foi destruído em um famoso incêndio, causado por um qualquer que ateou fogo às vigas de madeira do telhado, buscando fama a qualquer custo. Conseguiu sua fama, mas seu nome não merece menção aqui neste post rsrs

O Colosso de Rhodes

 


Uma estátua de bronze com 30 metros de altura e cerca de 70 toneladas de peso, localizada na ilha grega de Rodes, no mar Egeu. A estátua servia como porta de entrada à Ilha de Rodes e representava Hélio, o Titã do Sol, qualquer um que chegasse a cidade, passava por debaixo das pernas deste Colosso. Calcula-se que tenham sido precisos doze anos para erguer o Colosso.

O Farol de Alexandria 


Torre construída na ilha de Faros , em Alexandria, feita em mármore e com cerca de 150 metros de altura, suas chamas iluminavam um raio de até 50km. Por muitos séculos foi uma das estruturas mais altas no mundo Os autores árabes indicam que o farol foi construído a partir de grandes blocos de pedra clara, no topo, uma seção circular. No seu ápice foi posicionado um espelho que refletia a luz solar durante o dia; enquanto o fogo iluminava à noite. Uma estátua de um Tritão ficava posicionada em cada um dos quatro cantos do edifício. e uma estátua de Poseidon ou de Zeus ficava no topo do farol. Deu pra imaginar? 

A Estátua de Zeus

 

 

A Estátua de Zeus no santuário em Olímpia, Grécia, era uma figura sentada gigante, com cerca de 13 metros de altura, feita pelo escultor grego Fídias por volta de 435 a.C. A estátua era toda de marfim e ébano, seus olhos eram pedras preciosas. Na mão direita levava a estatueta de Nice, deusa da Vitória; na esquerda, uma esfera sob a qual se debruçava uma águia. Ela foi perdida e destruída durante o século V sem nenhuma cópia, sendo que seus detalhes e forma são conhecidos apenas através de antigas descrições e representações gregas em moedas.

 




Voltar

Instagram Acompanhe todas as novidades em #Bodogami